ECG 01

Para inaugurar o site começaremos com um ECG muito interessante !

ECG 1

Este ECG foi realizado em um serviço de urgência no interior de Minas Gerais

Paciente de 81 anos com queixa de picos hipertensivos (PA=160×90) relacionados a vertigem há 2 dias

A.patológicos: HAS de longa data / labirintopatia recorrente / tabagista ativo de fumo de corda há 20 anos

clique na figura para ampliar

Não se esqueça de colocar o seu nome e e-mail !

Notificaremos o laudo após!

Obrigado!

Dr. Felipe A. O . Souza

faosmed@yahoo.com.br

Comentário do ECG 01

Bom pessoal ! É um prazer comentar o nosso primeiro do ECG do site.

O que este ECG nos mostra de interessante?

1) ausência de ondas P

2) intervalo RR regular e extremamente bradicárdico

3) Progressão lenta da onda R  na parede antero-septal (V1-V3)

4) Alterações da repolarização ventricular na parede anterior

LAUDO FINAL

- Ritmo de fibrilação atrial com bloqueio átrio-ventricular do terceiro grau (total)

- Sinais sugestivos de sobrecarga ventricular esquerda

Nota: O ECG em questão não apresenta ondas P visíveis, apresenta em V1 e no traçado do DII longo ondas F (aspecto serrilhado) na linha de base, portanto um ritmo de fibrilação atrial. Entretanto, vocês devem estar perguntando: se é um ritmo de fibrilação atrial poque não temos um RR irregular?

A frequencia baixa deste (cerca de 42bpm) é proveniente de um ritmo de suplência que está reestabelecendo um novo “comando” . Notamos  a dissociação átrio-ventricular, já que não há correlação entre os átrios e ventrículos (mesmo que o ritmo esteja em fibrilação atrial).  O RR regular e discretamente aberrante mostra que há um novo foco  mantendo esta frequencia de 42bpm para que este coração não evolua para uma assistolia.

Quanto ao diagnóstico de sobrecarga ventricular esquerda, realmente fica muito difícil nestes casos pelo fato que a localização do ritmo de suplência pode alterar secundariamente a repolarização ventricular. Entretanto, se levarmos em consideração os critérios de RomHilt Estes veremos que o QRS entre 90-110ms (1 pto) e o padrão strain (3 ptos) somariam 4 pontos sendo sugestivo de SVE.

Escore de Romhilt-Estes para SVE
1. R ou S no plano frontal > 20 mm
S (V1 ou V2) ou R (V5/V6) > 30 mm
03 pontos
2. Padrão Strain (V5 / V6): infra ST com inversão da onda T 03 pontos (Se usa digital: 01 ponto)
3. SAE 03 pontos
4. Desvio do eixo > -30º 02 pontos
5. Duração do QRS > 0,09s 01 ponto
6. Deflexão intrinsecóide > 0,05s 01 pont
Pontuação

SVE = 05 pontos. Possível SVE = 04 pontos.

 A progressão lenta da onda R na parede antero-septal é uma alteração comumente encontrada na sobrecarga ventricular esquerda (padrão sistólico), entretanto podemos inferir uma provável área eletricamente inativa nesta parede. Temos afinal, que correlacionar este exame com o quadro clínico em questão.

Abraço a todos !

Dr. Felipe A. O . Souza